Você está usando o protetor solar da maneira correta?

9 de dezembro de 2015
11

Será que você está usando o protetor solar da maneira correta?

Produtos funcionais, com vitaminas e antioxidantes, são essenciais para quem já chegou à meia idade.

É possível manter uma pele jovem mesmo quando o tempo traz imposições como a perda da capacidade de hidratação? Sim, porém, apesar de existirem meios de reverter os danos causados à pele, é preciso cuidar desde cedo. Para isso, o protetor solar precisa fazer parte da rotina de homens e mulheres durante todo o ano, inclusive no inverno. Para quem passou dos 50 anos, o fator de proteção acima de 50 é a escolha certa. A dica é do especialista em cosméticos Maurício Pupo: “O sol é o principal inimigo da pele. O envelhecimento é causado pelos radicais livres absorvidos pelo organismo. Por isso, algumas pessoas têm a pele envelhecida antes de chegar à terceira idade, porque se expuseram muito ao sol quando jovens” – explica.

Na hora de escolher o melhor produto para proteger a pele, saiba que protetor e filtro solar são a mesma coisa. Já o bronzeador protege, mas deve ser usado preferencialmente quando se está na praia ou na piscina, pois resiste mais à água.

Maurício afirma que bloqueador solar não existe. “Um produto pode ter 99% de eficácia contra os efeitos do sol na pele, mas nenhum bloqueia totalmente. A eficácia depende da quantidade aplicada, do índice de raios ultravioletas do dia e outros fatores ambientais” – complementa.

O que poucos sabem é que existe uma quantidade mínima de produto que deve ser usado para garantir a proteção prometida. Usar uma camada fina pode poupar produto, mas vai colocar a pele em risco. O cosmetologista avisa que uma colher de chá no rosto é a quantidade ideal. No corpo, uma pessoa com 1,70 cm, por exemplo, deve usar 60ml, ou seja, algo como quatro colheres de sopa de protetor.

12

 

13

 

O fator 30 é considerado eficiente para todos os tipos de pele na batalha contra o envelhecimento e queimaduras causadas pelo sol. Porém, quem tem mais de 50 anos, quando a pele começa a perder a capacidade de hidratação, o fator 50 é o ideal. Isso porque a pele de pessoas com mais idade não possui tantas defesas quanto a dos mais jovens. A tendência, nessa fase, é acumular os danos causados pelos raios ultravioletas. O resultado são as olheiras, rugas e linhas marcadas na pele.

Protetores funcionais agregam propriedades importantes para pessoas mais velhas. Aqueles que têm ação antirradicais livres e vitamina C – potente antioxidante, fotoprotetor e uniformizador da pele são ótimos porque protegem contra os raios UVA e UVB, ajudam a diminuir a velocidade do envelhecimento e ainda atuam na hidratação da pele. Para o dia a dia, uma boa opção são os BBCreams, que além de fotoprotetores, são hidratantes e têm uma base que podem ajudar a minimizar alguma imperfeição.

Você sabe o que os raios UVA e UVB causam na pele?

Pupo explica que os raios UVA são muito mais traiçoeiros do que os UVB. Presentes durante o ano inteiro e a qualquer hora do dia, não são percebidos pela pessoa que está recebendo-os na pele porque são do tipo que não causa queimadura, embora cause problemas em função do acúmulo absorvido por cada pessoa.

Os UVAs geram uma quantidade absurdamente grande de radicais livres, que promovem problemas como as manchas, as rugas, a flacidez e a aspereza da pele. Esse tipo de raio ultravioleta lesa o DNA das células, provocando câncer de pele, sem que a pessoa sinta sua presença. Por isso é tão importante usar protetor durante todo o ano.

O UVB é bastante agressivo. Quando o sol está no topo, próximo da hora do almoço, é quando esse tipo de raio ultravioleta está mais presente. Embora esteja na atmosfera em qualquer época do ano, é no verão que chega com mais intensidade e é o que mais causa o envelhecimento da pele.

FONTE: ZH

banner-post-blog-ArtVitta-Protetor-Solar-Expertise-Facial-Toque-Seco

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe uma resposta